Anatomia Patológica – O que é?

A Anatomia Patológica é a área da medicina que lida com o diagnóstico das doenças baseado no exame macroscópico de peças cirúrgicas e microscópico das células e tecidos.

Este ramo da medicina tem como principal objectivo contribuir, de forma decisiva, para o diagnóstico de lesões, com implicações no tratamento e prognóstico das doenças, bem como na sua prevenção.

Para além da actividade de diagnóstico geral, a Anatomia Patológica tem uma contribuição relevante para a detecção das lesões pré-malignas, com o objectivo de diminuir a incidência de cancro.

A actividade de diagnóstico anatomopatológico integra, essencialmente, as seguintes áreas:

  1. Macroscopia e histopatologia (biópsias e peças cirúrgicas).
  2. Citopatologia (esfoliativa e aspirativa).
  3. Exames peroperatórios (exames extemporâneos).
  4. Análises morfométricas, imuno-morfológicas e moleculares, auxiliares do diagnóstico.
  5. Autópsia clínica.

A anatomopatologia constitui um dos pilares de vários programas de rastreio do cancro, assim como de detecção de algumas infeções parasitárias, bacterianas e virusais.

A Anatomia Patológica é necessária ao exercício assistencial em quase todas as especialidades médicas e cirúrgicas. O anatomopatologista deve integrar equipas multidisciplinares de decisão terapêutica, nomeadamente no âmbito da Oncologia e do aconselhamento genético.

Qual o Papel do Patologista?

  • Providenciar o adequado processamento do material biológico.
  • Realizar o diagnóstico.
  • Fornecer dados relevantes para a orientação terapêutica.
  • Avaliar parâmetros com interesse prognóstico.
  • Comunicar de forma inteligível.